Injúria racial agora é crime de racismo. Entenda o que muda com a nova Lei

Sancionada na última semana pelo novo governo, a Lei do Crime Racial inclui no crime de racismo a injúria racial. Na prática, o novo texto corrige falhas da legislação anterior com o objetivo de fechar ainda mais o cerco ao racismo estrutural presente na sociedade.O racismo é considerado crime no Brasil desde 1989 (Lei 7.716). No entanto, em 1997, foi incluída no código penal brasileiro a injúria racial, que trata de ofensas dirigidas a honra de uma pessoa, como os ...

Continue lendo...

Diretoria da Adufs solidariza-se com servidora vítima de racismo

A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Feira Santana (Adufs-Ba) solidariza-se com a servidora técnica desta instituição, Sirlene Pereira Bispo, vítima de racismo no ambiente laboral. Concomitantemente, os diretores repudiam este grave ato de violência e solicitam que a Administração Central, por meio dos seus mecanismos internos, se responsabilize pela investigação e punição da trabalhadora que a agrediu. A denúncia tornou-se pública na ...

Continue lendo...

Diretoria da Adufs solidariza-se com servidora vítima de racismo

A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Feira Santana (Adufs-Ba) solidariza-se com a servidora técnica desta instituição, Sirlene Pereira Bispo, vítima de racismo no ambiente laboral. Concomitantemente, os diretores repudiam este grave ato de violência e solicitam que a Administração Central, por meio dos seus mecanismos internos, se responsabilize pela investigação e punição da trabalhadora que a agrediu. A denúncia tornou-se pública na ...

Continue lendo...

Docentes apontam racismo no ambiente acadêmico e necessidade de discutir o tema nas universidades

O racismo estrutural no Brasil também se reflete nas universidades, nas quais predominam uma visão de mundo e de ciência essencialmente europeia, de supremacia branca. Em função da mobilização do povo negro, ações afirmativas conquistadas reduziram a desigualdade no acesso e permanência deste no espaço acadêmico, a exemplo da implementação da política de cotas para a chegada ao ensino superior público por meio da reserva de vagas. O entendimento é das ...

Continue lendo...

Docentes apontam racismo no ambiente acadêmico e necessidade de discutir o tema nas universidades

O racismo estrutural no Brasil também se reflete nas universidades, nas quais predominam uma visão de mundo e de ciência essencialmente europeia, de supremacia branca. Em função da mobilização do povo negro, ações afirmativas conquistadas reduziram a desigualdade no acesso e permanência deste no espaço acadêmico, a exemplo da implementação da política de cotas para a chegada ao ensino superior público por meio da reserva de vagas. O entendimento é das professoras ...

Continue lendo...

Dia da Consciência Negra foi lembrado com ato contra o racismo e em defesa da democracia

Durante a mobilização em referência ao Dia da Consciência Negra, neste sábado (19), Elson Moura, diretor da Adufs, reafirmou a necessidade de derrotar o bolsonarismo nas ruas, o que implica, também, na luta pelo combate ao racismo. O docente ainda citou dados que revelam ser a população negra a maior vítima da violência, inclusive no estado da Bahia. Moura fez referência à professora e filósofa Angela Davis para conscientizar aos presentes sobre a necessidade de ...

Continue lendo...

Adufs repudia atos de violência dentro da UEFS e exige apuração imediata de denúncias feitas por estudante

A Associação dos Docentes da UEFS (Adufs) vem a público repudiar quaisquer atos de violência ocorridos no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e cobrar apuração imediata das denúncias feitas por um estudante que afirma, por meio de depoimento e imagens, ter sido vítima de agressões físicas e verbais de vigilantes da instituição, na manhã desta terça-feira, 15 de novembro. A violência contra qualquer membro da comunidade acadêmica é inadmissível, ...

Continue lendo...

Adufs repudia atos de violência dentro da UEFS e exige apuração imediata de denúncias feitas por estudante

A Associação dos Docentes da UEFS (Adufs) vem a público repudiar quaisquer atos de violência ocorridos no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e cobrar apurações imediatas das denúncias feitas por um estudante que afirma, por meio de depoimento e imagens, ter sido vítima de agressões físicas e verbais de vigilantes da instituição, na manhã desta terça-feira, 15 de novembro. A violência contra qualquer membro da comunidade acadêmica é inadmissível, ...

Continue lendo...

Adufs inicia participação no Novembro Negro da UEFS com mesa sobre saúde mental da população negra

Na tarde de terça (8), foi realizada a mesa Saúde da População Negra: os impactos do racismo institucional com a presença da psicóloga Maeli Calmon. A mesa foi organizada pela Adufs para compor a programação do 4º Novembro Negro da Universidade Estadual de Feira de Santana. Maeli Calmon que é psicóloga clínica, especialista em Avaliação Psicológica e Atenção à Saúde, formada pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), fez uma abordagem dos impactos de uma ...

Continue lendo...

Adufs participa de programação do Novembro Negro da UEFS

Nesta terça (1º), teve início a programação do Novembro Negro da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). O mês de novembro, que marca as celebrações em defesa das populações negras no Brasil, é um momento para ampliar as frentes de resistência, construir coletivamente estratégias antirracistas e resgatar a história de luta do povo negro. Apesar de ser composto majoritariamente por pessoas negras, o país é constituído em bases hierarquicamente racializadas, o ...

Continue lendo...

Comunidades acadêmicas da UFSM e da UFOP protestam contra racismo nas universidades

Dois casos de racismo motivaram protestos nas universidades federais de Santa Maria (UFSM) e Ouro Preto (Ufop), na última semana.Em Santa Maria (RS), postagens de cunho racista por um estudante em redes sociais causaram revolta da comunidade acadêmica e da população na cidade gaúcha. Já na cidade de Ouro Preto (MG), o que motivou protesto na universidade foi uma festa no fim do mês de abril, promovida pelo Centro Acadêmico da Escola de Minas, na qual estudantes de ...

Continue lendo...

Genocídio do povo negro é uma realidade a ser combatida

O Dia Internacional Contra a Discriminação Racial é lembrado em 21 de março. Apesar das conquistas da luta da população negra, o racismo é um dos graves problemas sociais do século XXI. No Brasil, onde há a maior população negra fora da África e a segunda maior do planeta – dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que os negros são 56,10% da população do país – o racismo estrutural segue perpetuando a violência contra este ...

Continue lendo...