Congresso do Sindicato Nacional define Plano de Lutas para o próximo período

05/04/2022

Ouvir a matéria:

A Adufs foi representada por dez docentes, eleitos em assembleia

O 40º Congresso do ANDES-SN chegou ao fim na última quinta-feira (31), em Porto Alegre. Os planos de lutas dos Setores e geral para o próximo período, além das questões organizativas e financeiras do Sindicato Nacional foram discutidos através de plenárias deliberativas e grupos de discussão. A Adufs participou da atividade com dez professores, eleitos em assembleia realizada no dia 24 de fevereiro. A abertura, ocorrida no domingo (27), contou com a participação de 642 docentes de universidades federais e estaduais, institutos federais e Cefets de todo o país. Um texto da diretoria da Adufs foi lido na abertura da atividade. 

Representando a Adufs, participaram como delegados, por ordem de votação da assembleia, Elson Moura, Acácia Batista, Sarah Rios, Reinalda Oliveira, Rosevaldo Ferreira e Gracinete Souza. Pela diretoria foi indicado o professor João Diógenes. Ana Karen Oliveira, Paulo Riela e Neima Oliveira, foram eleitos, também por ordem de votação, suplentes.  




  


 

Discussões

Entre os temas discutidos estão o processo eleitoral presidencial deste ano e a importância de seguir em defesa da insígnia Fora Bolsonaro, sem abdicar da autonomia do Sindicato Nacional frente a partidos e governos; a guerra na Ucrânia e em diversos países pelo mundo; a defesa da soberania dos povos; a pandemia de Covid-19 e como a crise sanitária contribuiu para o aprofundamento das crises social e financeira, para a carestia, desemprego e fome; a resistência das mulheres, de negros e negras, da população LGBTQIA+, de indígenas, quilombolas e ribeirinhas; a necessidade de enfrentar os ataques à categoria docente e à educação pública, tanto pelo governo federal quanto pelos governos estaduais; intervenção do governo federal na escolha de dirigentes nas universidades e institutos; também a luta de mais de três meses dos docentes contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 32 durante 2021, em unidade com categorias dos serviços públicos. Os debates foram orientados pelos textos enviados ao caderno do Congresso pela diretoria nacional, seções sindicais e docentes da base do Sindicato Nacional. 

 

No dia 1º de abril, os docentes se reuniram com as demais categorias e movimentos sociais, sindicais, estudantis e populares do Rio Grande do Sul para participar do ato “Pelas Liberdades Democráticas e em defesa dos Serviços Públicos”. A manifestação percorreu as ruas do centro histórico de Porto Alegre até a Esquina Democrática, com algumas das bandeiras abordadas durante o evento.