Com milhares de afastamentos pela Ômicron, sistema de saúde está à beira do colapso no país

19/01/2022

Ouvir a matéria:

Quase dois anos após o início da pandemia, o Brasil se reencontra com uma triste realidade: hospitais lotados, equipes de profissionais de saúde exaustas e reduzidas, devido ao avanço da variante Ômicron. O cenário é ruim e especialistas já afirmam que o sistema de saúde brasileiro deverá colapsar dentro de uma semana. A nova variante causou uma explosão de casos em todo o mundo. Somente em um dia da última semana, foram registrados mais de 3 milhões de novos contaminados. Um recorde na crise da covid-19.


Mesmo com a falta de dados sobre a evolução da doença, a situação no Brasil é gravíssima. Comparada com a última semana de 2021, o país registra hoje uma média móvel de novos casos 328% superior. Os dados são do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e foram copilados junto aos governos estaduais.


Desde o dia 10 de dezembro de 2021, o brasileiro convive com a falta de informações sobre a evolução da covid-19 no país. Na data, o Ministério da Saúde sofreu um ataque em seu sistema virtual, dificultando a atualização dos números por parte dos estados. Sem acesso às atualizações, o planejamento do combate à pandemia é quase impossível. Como também não realiza de forma sistemática a testagem da população, eventos como o aumento atual de casos ficam impossíveis de se prever.

Leia mais no site da CSP-Conlutas. 

Leia Também


Nota de Pesar

Com profundo pesar, a Adufs comunica o falecimento do estudante do curso de Filosofia da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Ramon Cedraz Rios, ocorrido nesta sexta, 20 de maio de 2022, ...

Saiba mais

Fórum discute saúde do servidor da Uefs

O Fórum de Saúde e Segurança do Trabalho na Uefs reuniu-se para discutir a saúde dos trabalhadores/as nos espaços da universidade e planejar ações para a prevenção de acidentes e doenças ...

Saiba mais