Notícias

CSP-CONLUTAS

Incêndio no Museu Nacional era tragédia anunciada

10-09-2018 às 17h03

O Museu Nacional no Rio de Janeiro, o mais antigo do país, detentor do quinto maior acervo do mundo, foi consumido pelo fogo iniciado no dia 2 de setembro. Há muito tempo, a instituição era alvo de pedidos de socorro. Servidores públicos, técnicos, professores e pesquisadores denunciavam o abandono dos governos para com o local.

A instituição, ligada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), vinha sofrendo com os cortes orçamentários, assim como toda a área de educação, ciência e tecnologia no país. Segundo reportagem do G1, o Museu Nacional deveria receber um repasse anual de R$ 550 mil da UFRJ, que passa por uma crise financeira. Há três anos, o museu só tem recebido 60% deste valor, e não tinha recurso para pesquisa e manutenção. 

Governos são responsáveis
O presidente Michel Temer e o prefeito Marcelo Crivella, entre outras autoridades, foram rápidos em soltar notas de pesar diante do ocorrido. Pura demagogia e hipocrisia.

A CSP-Conlutas se solidariza com os trabalhadores do Museu Nacional e da UFRJ, técnicos, professores, pesquisadores e com todos aqueles que estão consternados com esse incêndio. Atos já estão sendo programados para denunciar o descaso dos governos e a falta de recursos para a educação, ciência e tecnologia no país.

Fonte: CSP-CONLUTAS, com edição. 


Compartilhe esta notícia:


Leia Também:

Total de Visitantes
1244692
Usuários Online
71
Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS CEP 44036-900
Feira de Santana - Bahia | Tels: (75) 3161-8072 / 3224-3368.
E-mail: adufs@uefs.br / adufsba@yahoo.com.br
Desenvolvido po Tacitus Tecnologia
Todos os direitos reservados © 2018 - ADUFS
Home Filie-se a ADUFS Contato