Notícias

UEFS

Mesmo sem quórum para assembleia, docentes solicitam reunião ampliada

05-07-2018 às 09h31

Ascom/Adufs
Categoria participou com debate e sugestões
Categoria participou com debate e sugestões

A assembleia marcada a última quarta-feira (4) não ocorreu porque às 17h30, uma hora após o horário estabelecido no edital de convocação desta, faltaram quatro pessoas para completar o quórum regimental necessário à sua realização. Ainda assim, os professores presentes ao Auditório 3, Módulo IV, solicitaram à diretoria da Adufs a realização de uma reunião ampliada. O encontro, conforme determinado pelo Regimento da seção sindical, não tem caráter deliberativo.

Na ocasião, a diretoria deu os informes e reafirmou o esforço, em conjunto com os diretores das demais associações docentes das Universidades Estaduais da Bahia (Ueba), para obter uma mesa de negociação do governo Rui Costa, bem como uma audiência na Assembleia Legislativa (AL-BA) com o objetivo de discutir a situação dessas instituições. Também ressaltou que, este ano, o contingenciamento orçamentário na rubrica de custeio e investimento, em cada instituição, varia entre 30% e 40%, o que está inviabilizando as condições de trabalho e estudo. Somente a Uefs deixou de receber, de janeiro a junho deste, na rubrica, R$ 10,7 milhões.

“O contexto é de cerceamento aos direitos trabalhistas, redução da verba de custeio e investimento das Ueba e confisco nos salários. Este governo é o responsável pelo maior arrocho salarial dos últimos vinte anos. Conforme estudo encomendado pelo Fórum das ADs ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), de janeiro de 2015 a dezembro de 2017 houve uma perda de 17,42%. Para recompor esta perda é necessário um reajuste de, no mínimo, 21,10%. Além disso, direitos previstos em lei, como o pagamento da reposição inflacionária, são cerceados. É a primeira vez, em vinte anos, que o conjunto do funcionalismo público da Bahia fica três anos consecutivos sem a reposição”, acrescentou André Uzêda, diretor da Adufs.

Discussões
Os professores presentes referendaram a proposta da diretoria de o Comando de Mobilização do Movimento Docente (MD) da Uefs reunir-se com os diretores dos departamentos para tratar sobre os problemas existentes nos cursos e em cada um desses setores. A pretensão do comando é produzir um relatório tendo como foco a atual situação da universidade. Também apoiaram as seguintes propostas: discussão da pauta interna nas plenárias departamentais; instituição do Conselho de Representantes da Adufs; e que o Fórum das ADs reivindique uma nova mesa de negociação com o governo.

Sobre o ponto de pauta Avaliação do estado de greve, houve falas sugerindo a deflagração de uma greve de advertência com a paralisação das atividades acadêmicas por alguns dias; a intensificação da campanha de mídia; denúncia sobre a recusa de algumas empresas da capital e do interior baiano em veicular outdoors e spots de rádio da campanha 2018; e o debate do relatório proposto pelo comando de mobilização nas reuniões do Conselho de Orçamento Participativo (COP).

O comando de mobilização convocará os diretores dos departamentos da Uefs para uma reunião na próxima terça-feira (10), às 16h, na sala da Adufs, para tratar sobre a pauta interna da universidade. O encontro foi deliberado em reunião do comando, realizada no dia 26 de junho.


Compartilhe esta notícia:


Leia Também:

Total de Visitantes
1244547
Usuários Online
18
Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS CEP 44036-900
Feira de Santana - Bahia | Tels: (75) 3161-8072 / 3224-3368.
E-mail: adufs@uefs.br / adufsba@yahoo.com.br
Desenvolvido po Tacitus Tecnologia
Todos os direitos reservados © 2018 - ADUFS
Home Filie-se a ADUFS Contato