Ano X - Edição 473 - 13/08/2018
-

Convocação dos aprovados nos concursos aguardará posição da Saeb

A convocação dos aprovados nos concursos públicos realizados pela Uefs depende de posição oficial da Secretaria Estadual da Administração (Saeb). A previsão do reitor Evandro do Nascimento é que as vagas previstas no edital sejam preenchidas em setembro. No entanto, em função dos trâmites burocráticos, os futuros servidores só deverão assumir as funções muito após o início do semestre letivo, marcado para o dia 3 do próximo mês.

Segundo explicação do pró-reitor de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas da Uefs (PGDP), José Renato Sena, manifestada a posição da Saeb, a Administração Central da universidade publicará, no Diário Oficial do Estado (DOE), os avisos de convocação dos aprovados. A partir da data da publicação, os aprovados no concurso público terão 30 dias para a apresentação de documentos à instituição e realização de exame admissional na Junta Médica do Estado. A próxima etapa será divulgar, no DOE, a nomeação deles.

Os professores da Uefs, em conjunto com os estudantes e técnico-administrativos, protagonizaram importantes mobilizações em defesa da nomeação dos aprovados. Os concursos foram autorizados em janeiro do corrente ano mas, em abril, o governo estadual, utilizando-se de um parecer encomendado à Procuradoria Geral do Estado (PGE), sinalizou com a possibilidade de suspensão das nomeações. A intensa cobrança da comunidade acadêmica pressionou o governo a retroceder na decisão.

Clique no infográfico abaixo e veja um breve histórico da luta pela realização do concurso público e pelo atendimento de outras pautas dos docentes, além das mobilizações em torno da nomeação dos aprovados.

Clique para ampliar

 

Mais trâmites burocráticos

Antes da posição da Saeb ser oficializada junto à Administração da Uefs, a secretaria precisa ser oficialmente informada sobre a decisão do Pleno do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE). Na última terça-feira (7), conselheiros do órgão, em resposta à consulta da secretaria, posicionaram-se favoráveis às nomeações dos aprovados nos concursos públicos.

A decisão do Pleno do TCE deve ser publicada no Diário Oficial Eletrônico do órgão até o final desta semana, conforme previsão da Secretaria de Plenário. Em seguida, o consulente será oficialmente informado sobre a decisão.

A posição dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Bahia refere-se à consulta da Saeb acerca da convocação de concursados aprovados para o cargo de professores da educação básica. A decisão do TCE também se aplica para os demais órgãos da Administração Estadual, o que favorece a Uefs.  

Compartilhe esta notícia!

LUTA POR MELHORIAS

Comando de Mobilização discutirá a pauta interna da Uefs

A pauta interna da Uefs será tratada em reunião do Comando de Mobilização do Movimento Docente (MD), que ocorrerá nesta terça-feira (14), às 9h, na sede da Adufs. No encontro, os professores irão organizar, através de documento, as informações fornecidas pelos departamentos e membros do Comando sobre as condições de trabalho na Uefs. O espaço é aberto a toda a categoria.

Finalizado, o documento será protocolado junto à Administração Central. No dia 11 de julho, após reunião do Comando com os chefes dos departamentos, foi acordado que estes enviariam à diretoria da Adufs a relação das dificuldades existentes em cada setor e nos cursos e eles vinculados.

À Administração Central da Uefs será cobrada solução ao atual quadro de sucateamento das condições de trabalho e estudo na universidade. 

O Comando de Mobilização do MD foi formado em 2017 e ampliado em assembleia realizada no dia 13 de junho deste ano, quando decidiram participar os professores Kisnney de Almeida e Ivan Faria. A diretoria da Adufs integra o grupo.

Compartilhe esta notícia!

DENÚNCIA

Fórum das ADs divulga vídeos da campanha de mídia

Foto: Fórum das ADs

O Fórum das ADs divulgou o último vídeo da campanha de mídia 2018 no dia 8 de agosto. Todas as produções podem ser visualizadas no site e nas redes sociais da Adufs, além de estarem disponíveis para compartilhamento via WhatsApp.

Através dos vídeos, a categoria denunciou que o governo Rui Costa foge da negociação com o Movimento Docente, reafirmou o desrespeito aos direitos trabalhistas, condenou o congelamento salarial e criticou a redução de mais de R$ 200 milhões da verba de manutenção e investimento das quatro instituições. 

Leia mais. 

Veja os vídeos. 

Compartilhe esta notícia!

NOVA DATA

Plantão do assessor jurídico é alterado

O assessor jurídico da Adufs, Danilo Souza, atenderá aos professores na quinta-feira (16), a partir das 14h. Na próxima semana, o serviço será realizado às terças-feiras, neste mesmo horário, na sede da seção sindical, conforme definido há alguns anos.  

Compartilhe esta notícia!

MOBILIZAÇÃO

Docentes da Uneb fazem semana de paralisação

Foto: Ascom Aduneb
Houve protesto em frente à Uneb

Um ato público com o fechamento dos portões da Uneb, em Salvador, marcou o início da paralisação de uma semana dos professores da universidade, na última segunda-feira (6). A mobilização seguiu até o dia 11 deste. A diretoria da Adufs, que compareceu ao protesto, prestou solidariedade aos companheiros da Uneb e sua luta.

A categoria denunciou, principalmente, a necessidade da compra de passagens intermunicipais para os professores dos campi do interior. Também criticou o contingenciamento orçamentário e reivindicou a garantia das promoções e da alteração de regime de trabalho. Nas falas, os manifestantes destacaram a grave crise financeira pela qual passa a universidade. A paralisação foi deliberada em assembleia geral da categoria, realizada em 25 de julho. 

Diretor da Adufs, Gean Santana, terceiro da

esquerda para a direita, esteve no protesto

Foto: Ascom Aduneb

Compartilhe esta notícia!


ANDES-SN

Julgamento sobre o aborto deve ficar para o próximo ano

Mais de 60 pessoas expuseram pesquisas, experiências pessoais e dados nas audiências públicas realizadas para debater a descriminalização do aborto no Brasil, conforme divulgado pela diretoria da Adufs. A atividade ocorreu no Supremo Tribunal Federal (STF), nos dias 3 e 6 deste mês. A previsão é que o julgamento sobre aborto fique para 2019, já que este ano tem eleições gerais e há outros processos a serem apreciados pelo plenário.

A audiência é resultado da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, proposta pelo PSOL. O Partido questiona perante o STF a violação de direitos fundamentais das mulheres diante da manutenção dos artigos 124 e 126 do Código Penal. Na prática descriminalizaria a interrupção voluntária da gestação até a 12ª semana.

No Brasil, o aborto é permitido em casos de estupro, quando a gestação apresenta risco à vida da mãe ou se o feto for anencéfalo (sem cérebro).

Argentina
O Senado argentino rejeitou, na última quinta-feira (9), a proposta de regularização do aborto. Durante a sessão, houve intensa mobilização nas ruas. Hoje, o aborto é permitido às argentinas em caso de estupro ou quando a gestação ameaça a vida destas. Apesar do resultado no Senado, a derrota não parece completa para as mulheres, que seguem em luta.

Segundo estudo da Organização Mundial de Saúde em parceria com o Guttmacher Institute, a incidência do aborto recuou nos países onde a prática é majoritariamente legalizada.

Fonte: Adufs, com informações da Rede Brasil Atual e do ANDES-SN. 

Compartilhe esta notícia!


CSP-Conlutas

Sindicatos e movimentos sociais organizam Dia do Basta

Um forte dia nacional de luta contra ataques dos governos e patrões foi realizado em todo o país, na última sexta-feira (10). Trabalhadores do campo e da cidade, em diversos estados, paralisaram as atividades e fizeram protestos. A data marcou o Dia do Basta pelo fim do desemprego e dos ataques à aposentadoria e aos direitos trabalhistas.

Ainda na pauta da mobilização, a luta contra os preços abusivos dos combustíveis e do gás de cozinha; em defesa do serviço público; pela derrubada da Emenda Constitucional 95, que congelou os investimentos públicos no país; pela revogação da Reforma Trabalhista e da Lei da Terceirização; contra os atrasos de salários dos servidores públicos e dos ataques das prefeituras às condições de vida e trabalho do funcionalismo; contra o genocídio nas periferias e a criminalização das lutas, entre outras.

Em Brasília, professores e servidores da assistência social se organizaram para o Dia do Basta. A CSP-Conlutas realizou ato em conjunto com o Sindicato dos Servidores e Empregados da Assistência Social e Cultural do governo do Distrito Federal (SINDSASC).

Fonte: CSP-CONLUTAS, com edição.

Compartilhe esta notícia!

Junte-se e lute!

FILIE-SE À ADUFS

"O sindicato é nossa identidade coletiva. Ajuda-nos nas lutas sociais e de direitos, no fortalecimento da universidade pública e na qualificação dos espaços democráticos da sociedade. Vejo a sindicalização como um processo/lugar de acolhimento profissional, fortalecimento das lutas sociais e aprendizados políticos. O sindicato é um importante instrumento de consolidação da democracia. Por conta de tudo isto, sou da Adufs!"..


Ludmila Oliveira Holanda Cavalcante - lotada no Departamento de Educação da Uefs (Dedu)

A força do sindicato está em seus/suas filiados (as) e na capacidade de defender os interesses da categoria. Desde a sua criação, em 1981, a Adufs tem pautado a luta em uma prática democrática, coerente e firme na defesa de um projeto de universidade pública.

Participar do sindicato é exercer cidadania, é ser sujeito da sua história. Para filiar-se é preciso preencher um formulário (aqui), autorizar o desconto mensal de 1% sobre os vencimentos, assinar e entregar na Sala da Associação, que fica no Módulo IV (MT 45) da Uefs.

Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS - CEP 44036-900 - Feira de Santana - BA
Tel: (75) 3161 - 8072 | (75) 3224 - 3368
Email: ascomadufsba@gmail.com
www.adufsba.org.br

Facebook Twitter YouTube

Política de Privacidade | Unsubscribe
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia